Always love you

"Everywhere I go, if somebody comes up to me and they call me "Brian," I wanna sit down and talk with them. That’s the trick. If you wanna get me, call me "Brian."" - Paul Walker (1973 - 2013)

allblackerrthingus:

R.I.P
Eu acredito que tudo acontece por um motivo. As pessoas mudam para que você possa aprender a deixá-las, as coisas dão errado para que você possa dar valor a elas quando estiverem certas, você acredita em mentiras e eventualmente aprende a confiar em ninguém exceto você mesmo e as vezes coisas boas dão errado para que coisas melhores possam dar certo.
Marilyn Monroe.  (via inverbos)
Ela é o tipo de garota que acredita no amor, que é capaz de sonhar e não tem medo sobre o que vão pensar disso. Ela esconde os segredos do seu mundo atrás do sorriso e ninguém percebe, ou, quase ninguém. Ela é o tipo de garota que vai te levar pro céu e te trazer de volta em segundos. É o tipo que não se encontra por aí, o tipo de garota que eu nunca vi.
Eduardo Manzini  (via imensador)
Eu te quero do meu lado, bem perto. Quero por uma aliança em seu dedo e assim fazer da minha aliança, o par da sua. Quero passar uma madrugada com você, fazendo e falando besteirinhas. Quero uma vida inteira ao seu lado, porque meu bem, só eu te completo da mesma forma que você me completa.
Natália Cristina, entre-as-estrelas.    (via imensador)
E se eu morrer? imagina como seria, você me mandar mensagem sabendo que jamais seria respondido, me ligar sempre sabendo que ia cair na caixa postal, iria me procurar nas redes sociais mesmo sabendo que nunca mais estaria online, iria levantar pra ir atrás de mim com lágrimas nos olhos sabendo que jamais vou estar ali, imagine o mundo sem mim, e me diga. Faria alguma diferença pra você?
Pedro Jobim.   (via imensador)
Ser feliz é uma responsabilidade muito grande. Pouca gente tem coragem.
Clarice Lispector  (via florejaste)
wolverxne:

One, two, three ... if you do not hide, I'm not guilty ... by: Valtteri Mulkahainen

wolverxne:

One, two, three ... if you do not hide, I'm not guilty ... by: Valtteri Mulkahainen